sexta-feira, 29 de agosto de 2008

Helena Kolody

Poema
Do umbral solene da Escola,
Vos contemplo comovida...

Graça plena, lindas rosas do meu horto,
Andorinhas do beiral de minha vida!

Banha-se em luz de auroras futuras,
A transparência do vosso olhar.
Um vento miraculoso
perpassa em vossos cabelos.
O cristal do vosso riso
Quebra-se em finas estilhas.

Para quem traz a alma em flor
E um ingênuo coração,
A existência é uma jornada,
Onde se pode encontrar
Nalguma curva da estrada,
A figura de Lohengrin ou de Jasão.

Do alto píncaro do sonho,
Vos contemplo pensativa...

É meu pão de cada dia,
Vossa presença festiva.

Sou lavradeira da seara.
vossas cabeças inquietas
São agitadas espigas.
No estio, a seara enlourece.

E amadurece o trigal.
Seja, embora, novo o trigo
E seja diversa a messe,
A alegria é sempre igual.

Graça plena , lindas rosas do meu horto,
Ondulante e louro trigo em minha messe,
Andorinhas do beiral de minha vida!

Helena Kolody ( Poema de fase mais antiga da poeta feito em homenagem a suas alunas do Instituto de Educação do Paraná)

Nenhum comentário:

Dicionário inFormal

O dicionário de português gratuito para internet, onde as palavras são definidas pelos usuários.
Uma iniciativa de documentar on-line a evolução do português.
Não deixe as palavras passarem em branco, participe definindo o seu português!


http://www.dicionarioinformal.com.br/

About Me

Minha foto

Sou professora de Língua portuguesa.

Entrevistas com autores brasileiros

http://www.cronopios.com.br/perfil_literario/

Minha lista de blogs

Itens compartilhados de joyce

Páginas