quinta-feira, 18 de junho de 2009

De vez em quando algo real


Eles e os outros
Nunca antes na história desse país um governante produziu um discurso recheado por tamanho volume de asneiras e cretinices quanto Luiz Inácio Lula da Silva. Ontem, entretanto, na Espanha, ao tentar defender o indefensável, Lula acabou cometendo uma rara ideia coerente: a de que o senador José Sarney "não pode ser julgado como uma pessoa comum". É a mais pura verdade. "Pessoas comuns", ou seja, algo em torno de 190 milhões de brasileiros, não conta com o privilégio - como Sarney - de poder contratar, às expensas dos cofres públicos, duas sobrinhas e um neto, além de uma prima e uma sobrinha do genro (que, por sinal, mora na Espanha). "Pessoas comuns" não costumam contar com uma mansão própria em Brasília e, ainda assim, ser brindadas com outra casa funcional e, por não usá-la, receber mensalmente R$ 3,4 mil a título de auxílio-moradia. "Pessoas comuns" também não costumam participar de um clube fechado, com orçamento anual de R$ 3 bilhões, onde uma miríade de diretores escolhidos a dedo pelos senadores produz toda sorte de peculato, abrigados sobre o manto do segredo em atos que ninguém sabe, ninguém viu. Para concluir, sob pena de cansar o leitor, vale a pena lembrar que "pessoas comuns", em geral, não pertencem a oligarquias que, em 50 anos de poder, acumularam uma fortuna estimada em R$ 150 milhões, ao mesmo tempo em que perpetuaram a miséria no Maranhão, um Estado onde 64% da população é classificada como miserável, apenas 12,5% das casas têm esgoto e 39 em cada mil crianças morrem antes do primeiro ano de vida. Por isso tudo, Lula tem rezão. Definitivamente, José Sarney não merece ser julgado como "uma pessoa comum".


Blog Revista Capital

6 comentários:

Mikasmi disse...

Realmente Joyce a corrupção ai bate o record.
Que falta de carácter desses políticos.

Abraços
Emilia

Cris disse...

Joyce, se formos enumerar o número de cretinos que não devem ter um julgamento 'comum', ficaríamos deprimidos e como não há vagas no SUS para atendimento psicológico, fica apenas o elogio a escolha de um cretino 'raça pura'.

Cris

lukafree disse...

Realmente..."De vez em quando algo real".
Pessoas comuns não são donas do Maranhão!
Excelente post!
Parabéns!
Bjos

chicoelho disse...

Finalmente a sarneilandia esta sendo descoberta pela midia,se cutucurem de verdade vai sair muito mais que uns sobrinhos e neto.

abraços

Bronca no Trombone disse...

Eu simplesmente tenho nojo, asco, repugância, ojeriza por todos os políticos que já vi na minha vida, seja na TV, em palanques ou pessoalmente. Não conheço um que preste! Mas quem os colocá lá? Ahn?

Janio made in blog disse...

Muito bom o artigo, principalmente os dados relativos ao Maranhão. Eu sabia que a coisa estava feia, mas assim é absurdo.

Dicionário inFormal

O dicionário de português gratuito para internet, onde as palavras são definidas pelos usuários.
Uma iniciativa de documentar on-line a evolução do português.
Não deixe as palavras passarem em branco, participe definindo o seu português!


http://www.dicionarioinformal.com.br/

About Me

Minha foto

Sou professora de Língua portuguesa.

Entrevistas com autores brasileiros

http://www.cronopios.com.br/perfil_literario/

Minha lista de blogs

Itens compartilhados de joyce

Páginas