terça-feira, 6 de janeiro de 2009

Florbela Espanca





Os versos que te fiz

Deixa dizer-te os lindos versos raros

Que a minha boca tem pra te dizer!

São talhados em mármore de Páros

Cinzelados por mim pra te oferecer.

Têmdol~encias de veludos caros,

São como sedas pálidas a arder...

Deixa dizer´te os lindos versos raros

Que foram feitos pra te endoidecer!

Mas, meu Amor, eu não t'os digo ainda...

Que a boca da mulher é sempre linda

Se dentro guarda um verso que não diz!

Amo-te tanto! E nunca te beijei...

E nesse beijo, Amor, que eu não te dei

Guardo os versos mais lindos que te fiz!

(1923)

Um comentário:

Valdeir disse...

Olá, Joyce.

Gost muito dos poemas de Florbela Espanca, sobretudo "Fanatismo", que foi musicalizado por Fagner.

Minhálma, de sonhar-te, anda perdida
Meus olhos andam cegos de te ver!
Não és se quer razão do meu viver,
Pois que tu és já toda a minha vida...

Dicionário inFormal

O dicionário de português gratuito para internet, onde as palavras são definidas pelos usuários.
Uma iniciativa de documentar on-line a evolução do português.
Não deixe as palavras passarem em branco, participe definindo o seu português!


http://www.dicionarioinformal.com.br/

About Me

Minha foto

Sou professora de Língua portuguesa.

Entrevistas com autores brasileiros

http://www.cronopios.com.br/perfil_literario/

Minha lista de blogs

Itens compartilhados de joyce

Páginas