sexta-feira, 11 de setembro de 2009

A SOMBRA DO SEU OLHAR



 
“Vou embora”, diz,
pisando nas terras de solidão
em que me transformei.
“Te faço sofrer”.

Lá fora as flores abrem-se
em pétalas noturnas.

Se pudesse lhe mostraria o céu,
derramaria no tapete dias existidos
dos tempos em que fomos felizes.

A sombra do seu olhar.

Urgências de um novo amor,
revolta em ter-me ao lado,
a alma dividida.

Peço que fique num fio de voz.
Mais um pouco, mais um dia,
mais uma vez.

Aquiescência.

A madrugada avança,
os bares estão fechados.

Amor migra,
ave em desespero,
paixão alucinada.

Sem sossego
sei que virá a temida hora
a qualquer hora...

Vazio da noite, abismo,
meu medo,
a sombra do seu olhar.


Zeca Corrêa Leite

Nenhum comentário:

Dicionário inFormal

O dicionário de português gratuito para internet, onde as palavras são definidas pelos usuários.
Uma iniciativa de documentar on-line a evolução do português.
Não deixe as palavras passarem em branco, participe definindo o seu português!


http://www.dicionarioinformal.com.br/

About Me

Minha foto

Sou professora de Língua portuguesa.

Entrevistas com autores brasileiros

http://www.cronopios.com.br/perfil_literario/

Minha lista de blogs

Itens compartilhados de joyce

Páginas